Barretos e região movidos pela paixão e moralidade

20191020_174737

20191020_174802

Os ajustes para a temporada do futebol Paulista de 2020 estão em sua reta final e muitos clubes do interior já trabalham para fazer uma grande temporada. Diferente dos últimos anos, uma polêmica foi criada e está tomando conta dos noticiários. Com a aquisição do Bragantino por parte do Red Bull, o que acontecerá com o RB Brasil no cenário estadual?

As normas da Federação Paulista de Futebol, mais precisamente no artigo 5º, determinam que “cada clube filiado poderá ser representado por uma única equipe em cada divisão”. Desta forma, abre-se uma vaga em cada módulo da primeira divisão do Campeonato Paulista (Séries A1, A2 e A3). Dessa forma, a vaga da A1 seria preenchida pelo Água Santa (terceiro colocado na A2 de 2019) e a vaga na A2, seria preenchida pelo Barretos (terceiro colocado na A3 de 2019). De acordo com o regulamento, o Red Bull Brasil voltaria para a Segunda Divisão, a chamada Bezinha, pois a lei é bem clara em afirmar que o time deverá descer para divisão inferior ou se licenciar, como já ocorreu com Comercial e Votorary.

Porém, na última semana, a FPF convocou os clubes para reunião do Conselho Técnico Arbitral para 2020, num encontro para definir regras e tabela da próxima temporada, com Red Bull Brasil na Série A2 e Barretos na Série A3.
Quanto ao convite, a diretoria do clube da cidade da maior Festa do Peão da América Latina e o Hospital de Amor, referências no Brasil como cases de sucesso, moveu sua equipe jurídica de SP e RJ, para impetrar uma ação no Superior Tribunal de Justiça Desportiva e notificar a Confederação Brasileira de Futebol.
“Clamamos que as regras da entidade sejam cumpridas em sua totalidade. Está bem claro no regulamento que dois ou mais clubes de um mesmo grupo econômico não podem disputar a mesma divisão, então no caso de abrir essa vaga onde caracteriza fusão, ou sisão, que é parceira etc… Pois algo ocorreu para que o Redbull não venha jogar módulo da série A1 em 2020, as vagas precisam ser preenchidas por agremiações que conquistaram no campo o índice técnico para o acesso. Não podemos deixar que os ‘anos da canetada’ voltem ao nosso futebol. Estamos confiando muito na administração de Reinaldo Carneiro de Bastos que a cada ano vem buscando dar maior poder e credibilidade ao futebol, principalmente do interior, em estar reparando este equívoco até esta terça feira, dia 22/10, e venha convocar o Barretos para arbitral do módulo série A2 do Paulista, sem precisar que nós usemos a liminar concedida” disse Luisão Cortillazzi, executivo de futebol do Barretos E. C..

O dirigente também citou o Estatuto do Torcedor como embasamento para a defesa do clube, onde vários sócios torcedores se mobilizaram e entraram na justiça comum solicitando seus direitos de torcedor do tradicional clube do interior.

“É um crime contra o regulamento interno de competições, o Estatuto do Torcedor e Lei Pelé. Essas regras possuem as assinaturas de todos os clubes participantes das competições desse ano e também inclusive do presidente da entidade, Sr. Reinaldo Carneiro Bastos e precisam ser cumpridas. Tenho certeza que com a transmissão ao vivo do arbitral, outra forma pioneira da administração do presidente Reinaldo, o mesmo não vai colocar todos os presidentes em constrangimentos para votarem mudanças de RGC usado e votado para 2019, muito menos votação secreta demonstrando abuso de poder, visto que esta não é conduta do Reinaldo que já foi presidente do Taubaté e sabe as dificuldades dos clubes do interior e a paixão que move as cidades. Precisamos da união de todos os clubes neste caso, pois hoje é o Barretos que está nessa situação e também o terceiro colocado da Bezinha (Fernandópolis), pois abrindo esse precedente imoral, nos próximos anos clubes tradicionais como Comercial, Rio Preto, Rio Branco, Portuguesa, entre outros, também poderão no futuro sofrer com essas incertezas. Portanto, devido ao apoio recebido dos times que participaram da competição de 2019, estou confiante que o presidente Reinaldo faça o correto e vamos disputar A2 em 2020, onde essa torcida apaixonada aguarda ansiosa a confirmação”, completou Luisão.

O Conselho Técnico que definirá o formato de disputa, datas e outros pontos do Campeonato Paulista da Primeira Divisão será na segunda-feira (21/10) para o módulo da Série A1 e na quarta-feira (23/10) para os módulos das séries A2 e A3, na sede da FPF.